Um olhar crítico sobre a baixada santísta e o mundo

19.12.05

UNESP 2006

Na prova de conhecimentos deste ano da UNESP caiu a questão abaixo que aborda o Evolucionísmo X Criacionísmo.

Finalmente esse assunto foi abordado (de maneira séria) pela UNESP, já que ela queria fazer uma palastra pró-criacinísta este ano, mas após prostestos (justos aliás) eles abandonaram essa idéia. Acredito que essa questão foi feita para mostrar o posicionamento da UNESP perante esse assunto de uma vez por todas.

Chega de pseudociências nas Universidades públicas do Brasil.

Abaixo esta a questão:

Apesar do acúmulo dos estudos sobre evolução dos seres vivos e de uma série de evidências coletadas desde a época de Dawin, observa-se uma onda de posicionamentos contrários às teorias evolucionistas. Em vários estados dos EUA e em um estado do Brasil, por exemplo, foi incluído o ensino do criacionista, por decisão governamental. Um dos professores que ensinará o criacionismo em uma destas escolas brasileiras afirmou: "Tenho certeza de que minha avó não era macaca" (Ciência Hoje, outubro de 2004).

No entanto, a partir dos estudos de evolução dos primatas, em particular, podemos afirmar que:

a) macacos originaram-se tanto na América quanto na África, assim como os humanos, o que reforça a hipótese da existência de um ancestral comum.
b) humanos e macacos têm um mesmo ancestral, uma vez que o tamanho do cérebro dos macacos é muito próximo do tamanho do cérebro dos humanos.
c) geneticamente, algns macacos são muito próximos dos humanos, o que se considera como uma evidência em termos de ancestralidade comum.
d) humanos e macacos têm um ancestral comum, pois em suas regiões de origem apresentam hábitos alimentares muito semelhantes.
e) o fato de apenas macacos e humanos apresentarem as mãos com cinco dedos é a maior evidência de ancestralidade comum.

Para aqueles que ficaram em dúvida sobra qual a alternitava correta a resposta é a letra C...:-)