Um olhar crítico sobre a baixada santísta e o mundo

27.2.06

Algumas notícias...

"O pastor evangélico Oséas de Campos foi condenado por abusar sexualmente de quatro crianças, entre elas os três filhos de Corrêa. Ela e o ex-marido e pai das vítimas, o aposentado Ubirajara Luiz Tavares, 49, disseram que pretendem recorrer à Justiça para garantir que o pastor volte para a prisão".

Católicos irlandeses entram em violento confronto com a polícia em Dublin
"Católicos da República Irlandesa (ex-Irlanda do Sul) entraram em confronto com a polícia em Dublin, num dos piores atos de violência já registrados na cidade na última década. O objetivo era protestar contra uma marcha planejada por membros da minoria protestante da Irlanda do Norte, formada por familiares de pessoas mortas pelo Exército Republicano Irlandês (IRA)".

Japão condena pastor a 20 anos de prisão por abuso sexual
"Pastor fundador de uma seita cristã japonesa foi condenado nesta terça-feira a 20 anos de prisão por ter violentado ou abusado sexualmente de sete adolescentes, além de ameaçar as jovens dizendo que iriam para o inferno se não cedessem a suas exigências."
"Vestir-se de Oxum, deusa do candomblé, ou de índio durante a celebração de uma missa é pinto para um padre que resolveu desafiar o conservadorismo da Igreja na terra de todos os santos. Polêmico ou midiático? Não importa a resposta, o padre José Pinto, 58 anos, está longe de se aposentar, como quer a Arquidiocese de Salvador, e continua polemizando. Ele acusa o cardeal primaz, dom Geraldo Majella, que o afastou das funções na paróquia da Lapinha, Salvador, “de ser pouco sensível aos excluídos”. E dispara: “Sou um revolucionário, com bases nos documentos da Igreja, em prol dos pobres, dos negros e dos índios”.